sábado, 22 de novembro de 2014

Na crise, alto desempenho!

                             Se observamos a comemoração da Consciência Negra no Brasil, as pessoas sabem ainda pouco sobre o assunto, mais temos estados que decretaram até feriado, os negros não sabem que já estão livres, e podem festejar, a questão racial tem sido temas de vários programas e enquetes, mas o que realmente vamos comemorar. Uma mulher negra, divorciada, cristã,com uma renda per captia baixa, fora das medidas da moda, que são as magras que reina, olha quantos embates porque o mercado de trabalho não podem classificar esta mulher como uma mulher de sucesso, está fora dos pre-requisitos.
                           Vou contar uma historia, é mas diferenças que alcançamos o impossível, ninguém tem o direito de menosprezar uma pessoa por causa da sua cor, raça,etnia,etc. Havia uma linda moça que tinha os olhos claros e a pele parda, e suas amigas sempre lhe falava: você é tão diferente da sua família, ela tentava negar mais no fundo sentia se mal, um dia falou com a sua mãe, sua mãe contou que quando engravidou sempre orava pedindo que sua filha nascesse com saúde, bela que tivesse o corpo completo, e Deus concedeu ela além do pedido da mãe. Ambas se abraçaram e choram muito, aquela adolescente estava passando por uma crise existencial, passaram alguns anos aquela jovem recebeu um chamado missionário para Africa, quando a mesma chegou naquele país uma cidade bem distante da metrópole, ela falava com autoridade da palavra de Deus, e contava esta historia da sua adolescente e muitas meninas aceitavam a Jesus por compreenderem que Deus esta em todas as cores, e Ele sonda o coração, então podemos refletir que a crise se tornou um alto desempenho, que é fazer  a diferença, é aceita o momento, não conformismo, mas aguarda a recompensa. Há a mulher negra, pode se casar novamente, sua renda poderá melhorar se ela fizer um curso superior,suas medidas poderão ficar menores, não para agradar a alguém, mais para sua saúde e bem estar,mas tem coisa que é principio, ela decidiu ser cristã e Deus a formou a imagem e semelhamcia  Dele, negra, do pó nascemos , para o pó retornaremos, (Gen.3:19).