sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015

SUBMISSÃO

                                                             Em pleno seculo XXI, falar em submissão é careta ou como diz a geração Y é  pagar mico, só que os jovens perdem em não serem submissos a autoridade dos pais ou responsáveis, eles acham que sabem tudo da vida, que nada de grave vai acontecer com eles.As meninas também estão neste pensamento vazio e errado não aceitam quando se comenta dos namorados.Já presencie discussões de mãe e filha dizendo: eu não sou como você que abaixa a cabeça para tudo que meu pai fala, comigo não!
                                                         Para muitas mulheres é difícil serem submissas, mas a submissão ao esposo é resultado  do amor, respeito, temor ao Senhor, é logico tem homens que deixam a desejar não cumpri a sua responsabilidade de cabeça do lar.Um lar não é um agrupamento de pessoas, mas sim pessoas que se amam, deveria  ser nutrido o amor diário, cuidar uns dos outros, não estou falando de tarefas domesticas mais zelo e afinidade nas diferenças.
                                                           Imagine uma moça que é trabalhadora organizada, casa-se com um rapaz desleixado certamente é ficará só para cuidar da bagunça dele, ela não terá tempo para si mesmo, e  aquela vida de solteira de salão de beleza, roupa da moda, melhores perfumes, certamente logo virá a frustração, por isso é bom  que se conheça bem com quem vai se casar.Os relacionamentos de hoje é aberto de mais, não há dialogo, só sexo, tudo por uma boa transa, fica bem, vai empurrando com a barriga, só que quando chega aos nove meses, ainda pode ficar pior, aquela jovem linda, magra, agora ganhou alguns quilos, não esta tão bonita, ela quer atenção, mas o esposo só quer saber do bebê, aí vem as doenças psicossomáticas.A historia de Rebeca em Gênesis(24:15) retrata uma historia de submissão, Jasabel, foi ao contrario era autoritária, e amarga.